11 boas práticas para a criação de sites

11 boas práticas para a criação de sites

  • Lucas Ferraz
  • Julho de 2021

11 boas práticas para a criação de sites

11 boas práticas para a criação de sites

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, existem boas práticas para a criação de sites.

Afinal, seja um site institucional, um blog ou uma loja virtual, é fundamental reter o lead.

Em outras palavras, com tantas opções de empresas de prestação de serviço, e-commerces, etc, ter um site que apresenta uma boa UX (experiência do usuário) é essencial para garantir boas oportunidades de venda.

Este artigo aborda:

11 boas práticas para a criação de sites

Confira 11 boas práticas para a criação de sites que trarão mais resultados.

1 - Defina os objetivos

Antes de começar a criar um site, é preciso definir os objetivos, ou seja, estabelecer as metas que a empresa deseja alcançar através do website.

Além das metas, também é importante determinar qual CMS ou construtor de sites você deseja usar. Existem muitas opções gratuitas e a lista de tais serviços pode ser encontrada aqui. Afinal, criar um site sem um objetivo claro, geralmente ocasiona em um layout confuso e pouco intuitivo. 

Portanto, recomendo que você se faça as seguintes perguntas antes de contratar uma empresa de criação de sites:

  1. Qual o objetivo do site?
  2. Qual a persona da minha empresa?
  3. Qual o diferencial do meu site perante o meu público-alvo?
  4. Quais são os principais concorrentes no Google?
  5. Quais são as palavras-chave da minha empresa?

Com as respostas destas perguntas é possível criar um mapa de navegação.

Lembre-se que o recomendado é que o usuário encontre o que procura com no máximo três cliques.

2 - Seja persuasivo

É muito comum que os usuários se distraiam durante a navegação e deixem o site sem se tornar um lead.

Por isso, seja persuasivo e evite distrações.

Em outras palavras, sempre direcione os usuários para os seus serviços e produtos, e em seguida, às opções de contato.

Confira algumas dicas sobre objetividade e persuasão nas páginas:

  1. A home (página principal) deve ser clara a respeito da empresa, seus serviços e produtos;
  2. Todas as páginas devem conter um link para a home;
  3. Use breadcrumb em todas as páginas, exceto na homepage;
  4. As páginas de serviço devem conter todas as informações do serviço e as opções de contato;
  5. As páginas de produto devem conter uma descrição detalhada do produto e as opções de compra ou contato;
  6. Use copywriting para direcionar e proporcionar segurança aos usuários;
  7. Crie links internos objetivos;
  8. No blog, sempre insira um link para a home e para um produto ou serviço.

3 - Use o padrão W3C

O W3C (Consórcio World Wide Web) consiste em um conjunto de regras, especificidades e boas práticas para a criação de sites.

Ao atender ao padrão W3C, o seu site contribui para uma internet global mais organizada.

4 - Respeite a legibilidade e a escaneabilidade

A legibilidade consiste em usar textos e frases com leitura fácil, proporcionando um entendimento simplificado a respeito das informações transmitidas.

Já a escaneabilidade se refere à facilidade que o usuário tem em encontrar exatamente o que busca na página.

Por isso, considere:

  • Evitar iframes;
  • Usar ao menos 80% de conteúdo visual (texto e imagens) nas páginas;
  • Resguardar de 15 a 20% da página para botões de conversão e navegação;
  • Usar um layout clean;
  • Respeitar a combinação de cores;
  • Respeitar o contraste entre as cores do texto e imagens com o fundo;
  • Eliminar conteúdos desnecessários.

5 - Dê liberdade aos usuários

Em suma, um site que prende o usuário a ações limitadas pode perdê-lo.

Por isso, dê liberdade aos usuários, permitindo que eles refaçam as ações ou voltem para a página anterior.

Em contrapartida, é recomendado que todos os links dentro dos posts do blog abram em outra aba, evitando que a leitura seja interrompida.

Além disso, deixe um campo de pesquisa sempre visível de modo a facilitar a navegação interna.

6 - Opte pela criação de sites em mobile-first

Atualmente, a maior parte dos acessos são por meio de dispositivos móveis.

Por isso, criar um site mobile-first consiste em criar um site mobile, desta forma, o responsivo se adapta para tablets e desktops.

Assim, seu site carregará mais rápido em dispositivos móveis, contribuindo para a retenção.

7 - Crie um site rápido

De modo geral, um site precisa carregar completamente em até 3 segundos.

Ainda, quando falamos de SEO, a velocidade do site é um fator ranqueamento orgânico.

Além disso, hoje, o Core Web Vitals, regras de carregamento e performance dos sites, é um diferencial para sites que querem ranquear no Google.

8 - Tenha uma página 404 amigável

A página 404 é exibida quando o usuário acessa uma página inexistente.

Portanto, crie uma página 404 amigável para mitigar a insatisfação do usuário com a navegação.

9 - Use URLs amigáveis

Ao usar URLs amigáveis, o seu site não só performa melhor no Google como também garante uma experiência mais amigável aos usuários.

Por isso, simplifique suas URL's usando palavras-chave.

10 - Capriche nas imagens

Atualmente, é comum que empresas usem imagens de banco de imagens em seus sites.

Essa não é uma prática ruim, porém, lembre-se que a sua empresa pode ter concorrentes usando as mesmas imagens, e isso é péssimo.

Então, considere contratar um designer para criar imagens autorais que representem a sua empresa, serviços e produtos.

11 - Deixe as opções de contato sempre visíveis

Em muitos sites, as opções de contato são difíceis de encontrar.

Esse foi um erro comum no passado, porém, com a popularização da internet, isso pode custar caro.

Portanto, deixe os principais meios de contato acima do menu, no rodapé e se possível, em botões flutuantes no canto esquerdo da tela.

Seu site atual não atende às boas práticas para a criação de sites?

Se a sua empresa já tem um site e ele não atende às boas práticas, nem tudo está perdido.

Nesse caso, o recomendado é buscar por uma agência ou profissional para adequar o seu site às boas práticas.

Conclusão

Em suma, cada website é único, mesmo assim, existem boas práticas para a criação de sites que proporcionam bons resultados.

Então, mesmo que essas especificidades e boas práticas atrasem a criação do site da sua empresa, o resultado final compensa a espera.

Afinal, não adianta ter um site se ele só gera despesas.

Por isso, veja seu site como um meio de captação e retenção de clientes, sendo a ponte entre o seu público-alvo e a sua empresa.

  • Compartilhe
Lucas Ferraz

Lucas Ferraz

Especialista em SEO, aumento de tráfego e geração leads.
Mais de 310 campanhas no portfólio.
Certificado pela Blue Array Academy e pela SEMRush.

Outros artigos